<$BlogRSDUrl$>

15.10.03

Está bem, pronto, eu alinho 

Something to believe in
Eu cá não sou muito de alinhar nestas cenas.
Normalmente, desconfio.
Desconfio sempre que este tipo de iniciativas e organizações não servem para mais nada senão para promover (à borla) (ou ainda com mais alguns ganhos), meia duzia de pessoas.
É o caso da "VIP/Notável" Margarida Martins, cara (e que cara) mais conhecida da Associação Abraço que se assim não fosse não passaria de uma porteira de bar.
É fácil desconfiar do altruísmo desta senhora quando vemos as atitudes chantagistas que esta senhora toma.
É por causa de pessoas como esta (nós que estamos habituados a tomar a árvore pela floresta), desconfiamos deste tipo de iniciativas.
No entanto (no mínimo pelo beneficio da duvida) aqui fica o meu contributo de solidariedade para com esta iniciativa da AANES.
Quem estiver interessado, pode ir ao site do Centro de Histocompatibilidade do Sul, fazer o download do inquérito para se inscrever como dador.

Predicado Profissional: Quem ajuda a ajudar, de bem com a sua consciência pode ficar.

Agora faço birra 

Agora faço birra

Como toda a gente já sabe, a revista Time publicou um artigo sobre a prostituição em Bragança e também sobre o movimento das Mães de Bragança.
Na sequência deste artigo, o Governo (aquele gang que já falei) decidiu suspender a publicidade ao Euro 2004, na mesma revista.
Mas estão parvos ou quê?
Então, sai um artigo numa prestigiadissima publicação que é distribuída em todo o Mundo que nada mais faz, senão promover uma das cidades mais recônditas deste nosso pais e que nem vai ter a benesse do Euro 2004 e o Governo resolve fazer uma birrinha.
Este artigo da Time, só por si, é capaz de trazer muito mais turismo a Portugal que os anunciados 50.000 adeptos ingleses.
E não só durante um pequeno período de tempo, como aquele em que vai decorrer o Euro 2004 mas, eventualmente, por muito tempo e durante o ano inteiro.
Eu cá, nunca vi, por exemplo, as Filipinas queixarem-se de todos os artigos que foram escritos, todos os documentários que foram realizados, acerca do turismo sexual naquelas paragens.
Por isso não percebo esta birrinha, digna apenas de criancinhas da primária (eu ao meu filho de 8 anos não a admitiria).
Seria muito mais lógico reforçar a campanha e assim passaríamos a ser conhecidos, não apenas por sermos um pais de sol e praias mas também por sermos um pais de putas e futebol (o que convenhamos, atrai muito mais).

Predicado Profissional: Quem faz birra de criança, ao seu povo não enche a pança.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?